A ansiedade é considerada o mal do século XXI.


Uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) nos meses de maio, junho e julho deste ano, mostrou que 80% da população brasileira tornou-se mais ansiosa na pandemia do novo coronavírus. 


A pesquisa que ouviu 1.996 pessoas, maiores de 18 anos de idade, foi divulgada nas redes sociais.


Nesse momento de pandemia, as pessoas desenvolveram ou aumentaram - quem já tinha - sintomas de estresse, ansiedade ou depressão. E quando se comparam os nossos dados com os de outros países, como Itália e China, 80% da população do Brasil chegaram a reportar sintomas entre moderados e graves de ansiedade e 68%, depressão.


Os transtornos psiquiátricos têm o estresse como base, e o ano de 2020 foi muito marcado pelo estresse. Algumas pessoas conseguem administrar esse sentimento, mas a maioria das pessoas não encontram maneiras de aceitar algumas circunstâncias e a tendência é que elas desencadeiem esses transtornos.


Mas a ansiedade já era um problema grave no Brasil, antes mesmo da pandemia do novo coronavírus. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o Brasil como o país mais ansioso do mundo.


A ansiedade deixa faz com que a pessoa entre em um estado tal, que ela procura coisas para que esse problema passe. Alguns fumam cigarros, outros ingerem bebidas alcoólicas. Outros usam drogas ilícitas e muita gente desconta a ansiedade nos alimentos.


Mas como reconhecer quando a ansiedade vem de forma mais agressiva? Como saber que podemos estar sofrendo com transtorno de ansiedade? Aprender a administrar a ansiedade pode ajudar no emagrecimento?

A ansiedade

Diferente de estar ansioso para ir para um evento, para encontrar uma pessoa ou receber a resposta de uma entrevista de emprego, o transtorno de ansiedade não dá sossego nunca. Essas situações usadas como exemplo, como muitas outras, geram ansiedade. É natural. 


O sentimento deixa de ser normal quando a ansiedade não dá nenhum tipo de trégua. Pessoas que sofrem de ansiedade estão, a todo momento, querendo resolver tudo, ajustar tudo, falar sobre tudo, fazer tudo. E isso causa estafa mental e física.


Não é incomum surgirem sinais como dor de cabeça, dor no corpo, falta de ar, tremor, entre tantos outros sintomas. O corpo não aguenta viver em situação de alerta, e chega um momento em que ele precisa se reequilibrar. Mas vamos entender melhor esses sintomas.

Quais são os sintomas de ansiedade?

Quando o cérebro percebe uma ameaça ou uma potencial ameaça, ele reage. A amígdala cerebral envia um sinal para as glândulas suprarrenais que, por sua vez, vão liberar adrenalina e cortisol. 


Esses são hormônios que vão te jogar em um estado primitivo, chamado de “resposta de luta ou fuga”. E esse estado foi e é essencial para a sobrevivência das espécies, visto que o corpo precisa enfrentar a situação de ameaça seja lutando, seja fugindo.


Essa reação do organismo vem no DNA desde a época dos homens das cavernas. E essa é a parte instintiva. Porém, o cérebro de pessoas ansiosas reconhece situações de ameaças ou potenciais ameaças em diferentes momentos do dia.


Como consequência, surgem os sinais físicos que acontecem sempre que o cortisol e a adrenalina são liberados:

Resultado de todo esse trabalho...

… a pessoa começa a ficar sem energia para qualquer outro afazer que não seja a ansiedade. O problema começa quando o cérebro reconhece diversos momentos do dia, como sendo uma situação que seja necessária a luta ou a fuga.


O organismo usa toda a energia para resolver essa questão, não restando quase nada de energia para a pessoa. É uma situação contínua de estresse que vai minando a pessoa ao ponto de ela não conseguir fazer mais nada, praticamente.


Ela vive em estado de alerta - tentando lutar ou fugir - contra um inimigo que não existe. Essa é a ansiedade. Ou o transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

O que fazemos nesse momento?

Atacar a geladeira ou dispensa não só não vai resolver nada como pode agravar os sintomas. Principalmente o açúcar. Então a primeira coisa para ter em mente é entender que essas sensações não oferecem perigo real. Apesar da sensação de morte, isso não vai acontecer.


Então quando surge a crise de ansiedade ou de pânico, a primeira coisa é entender que elas não são capazes de matar, por si só. Por isso a importância do autocontrole. Outro ponto importante, é que quanto mais medo da sensação, quanto mais luta contra ela, maior será a ansiedade.


A duração da crise é limitada. Ninguém vive eternamente em crise de ansiedade. Quando ela surge, é importante lembrar dessas três dicas:

Tratar a ansiedade pode ajudar a emagrecer?

Definitivamente, sim. Quanto a isso, não existem dúvidas. Isso porque a ansiedade facilmente gera um ciclo, que começa com a pessoa ansiosa que, para aliviar, come, Em seguida, se sente culpada porque comeu demais e fica triste porque engordou, e essas emoções geram ansiedade que a fazem comer mais…


É claro que esse ciclo não encontra outro destino que não seja o ganho de peso, a baixa autoestima e a sensação de estar correndo dentro de um labirinto. Porém, é possível reverter isso tudo, através de técnicas específicas e simples, ao mesmo tempo.


Muita gente, no mundo, é viciada em comida - sobretudo doce - e nem sabe. Mas antes de tirar qualquer conclusão, quero que entenda o que acontece quando você encontra a oportunidade de emagrecer sem sofrimento.

E para que você possa ter um direcionamento de como vencer a ansiedade e ainda emagrecer, eu resolvi divulgar o meu novo método de emagrecimento saudável em um evento online e gratuito no começo de 2021: a Jornada do Emagrecimento, que vai ao ar na semana do dia 4 de janeiro, logo após a virada do ano.


Nós vamos ter 2 semanas de aulas online gratuitas, lives e desafios para começar 2021 com o pé direito. Nessa jornada vamos ter aulas sobre como controlar a ansiedade, além de todas as outras que vão transformar a maneira como enxerga a vida.


Sendo assim, eu quero ver vocês todos por lá, para aprender a se livrar dessa ansiedade que consome e, de quebra, ficar com o corpo que tanto deseja e merece! Te vejo por lá!


E viva com saúde, viva com paixão.

Se inscreva gratuitamente para a Jornada do Emagrecimento.

De 4 a 17 de janeiro teremos aulas, lives e desafios para você já começar 2021 emagrecendo de forma saudável e sem sofrimento. QUERO PARTICIPAR


Leave a Reply

Your email address will not be published.